Templates da Lua

Créditos

Templates da Lua - templates para blogs
Essa página é hospedada no Blogger. A sua não é?

domingo, 8 de junho de 2008

Ética e responsabilidade


Ser jornalista é ter responsabilidade. Em tudo que for escrito, falado, tem que ter muito zelo. Mas não foi o que aconteceu com Stephen Glass, conhecido como “ um grande mentiroso”. Ele trabalhava, em uma revista escrevendo artigos, mas de cinqüenta artigos que ele escreveu trinta e oito eram falsos, total ou parcialmente inventados, fazendo com que muitas pessoas acreditassem nessas falsas notícias. Além de ser um ato totalmente errado, acarreta muitos problemas para a própria pessoa. Com certeza depois da falta de responsabilidade que ele cometeu, não deve ter conseguido um bom emprego, fora a má-fama.

Há outros casos também que nos mostram como os meios de comunicações são poderosos. Como o caso Welles. Um radialista, com um programa em uma rádio, quis passar uma peça nos ouvintes às vésperas de Hallowen. Contando que marcianos estavam invadindo a Terra, mexeu com a população de Nova Iorque, que acompanhava a rádio-novela. Qualquer pessoa normal, entraria em pânico.Foi uma forma bem desagradável que ele encontrou para dar um susto. Um outro caso que aconteceu, foi com a revista “ veja”,onde Nassif fez denúncias do anti-jornalismo que a revista praticava, sendo interesses coorporativos, destruição de reputações, acusando Reinaldo Azevedo e Diogo Mainardi. A revista está processando Nassif, tentando atingi-lo de todas as formas, com ataques pessoais a ele.

Não importa qual seja o meio que um jornalista use: televisão, rádio, revistas, jornais, internet. Em todos eles, tem que ser trabalhado de forma verdadeira, com ética e muita responsabilidade. São meios seguros que nós temos de informações. Por isso todo tipo de cautela é pouca.

Um comentário:

Caetano disse...

opa ... mt legal esse teu blog... dps qro dar uma olhada com calama...


da uma lida no q eu te escrevi la no teu post sobre 68..

bj

http://kamilajhoplin.blogspot.com/2008/06/1968-o-ano-que-mudou-o-mundo.html